“A diferença é a realidade do nosso mundo.”

Chimamanda Ngozi Adichie

Um caminho para aumentar
competências para viver
num mundo diverso

PARCEIROS

Fundação para o Equilíbrio Sócio-Económico
(Polónia)

A visão da Fundação IRSE é uma sociedade inclusiva, que pode tirar partido da diversidade. A missão da fundação é criar o espaço de diálogo, partilhando as ideias e experiências conducentes ao desenvolvimento de actividades cívicas e sociais de cada grupo social e instituições que trabalham na área da educação. As suas atividades estão centradas na anti-discriminação e na educação intercultural. Email: biuro@irse.pl

ELIOS
(Itália)

Elios é uma organização juvenil centrada na educação não-formal de jovens e adultos, principalmente sobre o tema da educação para os direitos humanos, participação dos jovens e estilos de vida ativos. A Elios promove, desde o seu início, uma campanha local (“Contra Novas Dependências”) centrada no uso correto da Internet e dos meios de comunicação social: através de projetos e atividades locais, a organização promove o desporto e atividades ao ar livre a fim de prevenir os fenómenos das dependências. Email: info@eliosacireale.com

I-PARTICIPATE
(Grécia)

I-PARTICIPATE visa reforçar a cidadania ativa, apoiar a participação ativa entre os cidadãos e promover os valores, ideias e identidade e cultura europeias, ao mesmo tempo que destaca a aprendizagem ao longo da vida como um meio necessário para reforçar a cidadania. Acredita que a cidadania ativa não termina na participação ativa nem depende apenas da política e da participação em eleições, mas engloba os direitos pessoais, sociais, políticos e humanos.

Make it Better
(Portugal)

A Make it Better é constituída por uma equipa multidisciplinar que trabalha em áreas como o desenvolvimento sustentável, a educação, a responsabilidade social, a economia social e o empreendedorismo social. A sua missão é o desenvolvimento da sociedade humana, em todas as suas dimensões, nomeadamente, económica, social, ambiental e cultural, ligada a deveres morais de solidariedade e justiça e a todos os outros valores registados na sua carta de princípios. Email:  info@makeitbetter.pt

KulturLife
(Alemanha)

A missão global da KulturLife é a facilitação e disseminação da Aprendizagem Global como um bloco de construção de uma convivência pacífica e próspera num mundo globalizado. No domínio da aprendizagem, KulturLife concentra-se em processos de aprendizagem não-formais que envolvem uma mudança fundamental do aprendente para aumentar as suas capacidades na forma de lidar com a mudança e na participação democrática. Email: eva@kultur-life.de, constanze@kultur-life.de

Sugo Design
(Portugal)

A Sugo Design é uma empresa de design com mais de 20 anos de experiência que adora projectos novos e desafiantes. Tem desenvolvido várias parcerias com instituições públicas, privadas e sem fins lucrativos em muitas áreas de especialização diferentes. Algumas propostas foram especificamente concebidas para ajudar o desenvolvimento local e de pequenas comunidades através da renovação de tradições antigas interagindo com novos atores e métodos. Email: sugo@sugodesign.pt

PROJETO

Era uma vez uma pessoa chamada Carol, que vivia numa cidade acolhedora e bela, rodeada de entes queridos. Carol sentia-se muito bem no seu ambiente, compreendia todos e todas à sua volta e facilmente conseguia encontrar a melhor maneira de lidar com os desafios diários. Gostava de longas caminhadas e estava sempre curiosa sobre o que estava para além das fronteiras da cidade. Uma vez, Carol caminhou o dia inteiro e encontrou outra cidade. Parecia semelhante à conhecida: os edifícios tinham telhados, as árvores eram verdes, mas aqui e ali Carol podia encontrar coisas que eram estranhas, interessantes, mas certamente diferentes. Também os comportamentos das pessoas na rua e os rituais nos restaurantes e locais públicos não eram claros. Como poderia eu falar com eles? Como poderia ser a minha vida nesta cidade? Como lidar com estas diferenças? Muitas perguntas vieram à mente de Carol. Não estava consciente de que com todas estas perguntas deu início à longa jornada de vida para alcançar competências interculturais. Convidamo-lo a juntar-se à viagem. .

O projecto é uma jornada, iniciada por organizações da Polónia, Itália, Grécia, Alemanha e Portugal, que visa desenvolver as competências interculturais dos jovens trabalhadores e trabalhadoras em toda a Europa. No nosso percurso haverão muitas actividades, nas quais vos convidamos a participar, tais como: encontros online, intercâmbios de jovens, cursos de formação, workshops, etc. Finalmente, gostaríamos de criar um jogo que apoiará o desenvolvimento da empatia, que consideramos crucial para comunicar eficazmente em situações transculturais e para nos relacionarmos adequadamente numa variedade de contextos culturais.

ENVOLVA-SE

É bem-vindo a juntar-se às atividades do projeto. Teremos todo o prazer em cooperar consigo. Se estiver interessado na aprendizagem intercultural, gamificação, educação em grupos interculturais ou trabalho internacional, contacte-nos.

Respeitamos o GDPR. Penas coletamos os dados que aqui e pode pedir para los a qualquer momento: biuro@irse.pl

Mantenha- se em contacto

JOGO

O jogo refere-se ao construtivismo – um novo paradigma construído por Milton Bennett e que tem a visualização no Modelo de Desenvolvimento da Sensibilidade Intercultural. Com base no construtivismo, o objetivo da aprendizagem cultural é desenvolver as competências, sobretudo a empatia que ajuda a reconhecer e compreender diferentes perspetivas. A empatia permite-nos mudar intencionalmente a nossa perspetiva para a de outra cultura e, eventualmente, para a de outra pessoa nesse contexto cultural. No jogo, gostaríamos de desafiar os jogadores a tomar a posição de uma pessoa

de uma cultura diferente para compreender a sua perspetiva. Os jogadores passarão por certas tarefas que desenvolverão as suas competências para interagir com pessoas de outros contextos culturais. O jogo é concebido como uma ferramenta para educadores (professores, facilitadores, formadores) trabalharem com grupos interculturais, incluindo jovens de origem migrante, para apoiar a compreensão mútua e a procura da melhor forma de lidar com os confrontos interculturais.

CULTURE CROSSOVER ⓒ 2021
O apoio da Comissão Europeia à produção desta publicação não constitui uma aprovação do conteúdo que reflete apenas a opinião dos autores, e a Comissão não pode ser responsabilizada por qualquer utilização que possa ser feita das informações nela contidas.